Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Governo de Imbituba
FINISA é aprovado por maioria na câmara de vereadores

Publicado em 23/08/2022 às 15:35 - Atualizado em 24/08/2022 às 14:27


Créditos: Arquivo Baixar Imagem

Um Projeto de Lei (PL), considerado muito importante para o município de Imbituba, foi aprovado por maioria na sessão da câmara de vereadores da última segunda-feira (22). Por sete votos a três, os representantes do legislativo imbitubense autorizaram o pedido da prefeitura para o Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento voltado ao Setor Público (FINISA).

 

Três vereadores não participaram da votação: o presidente da casa, que só teria voto em caso de desempate, o vereador Thiago Rosa (ausência por questão de saúde) e Matheus Pereira (ausência para acompanhamento de esposa grávida).   

 

Agora, a PL retorna ao Poder Executivo Municipal para a sansão do prefeito Rosenvaldo da Silva Júnior.

 

O FINISA é uma modalidade, ofertada pela Caixa Econômica Federal (CEF), onde o ente público pode buscar o apoio financeiro para diversas ações orçamentárias, entre elas, obras estruturantes.

 

A Prefeitura de Imbituba pretende financiar R$ 40 milhões e executar, nos próximos dois anos, a drenagem e pavimentação da Avenida Santa Catarina, a construção de uma nova Policlínica Central e de um novo Ginásio de Esportes, bem como, a recuperação, dragagem e urbanização da Lagoa da Bomba, no bairro Paes Leme.

 

Segundo o prefeito Rosenvaldo Júnior, só com relação a obra da nova Policlínica Central, o prédio que será construído terá um local para o setor administrativo da saúde, para as vigilâncias, para o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), para a Estratégia de Saúde da Família (ESF) do Centro e para o SAMU.

 

“Todos esses serviços, hoje, funcionam em prédios alugados. Quando a construção estiver concluída, os aluguéis deixarão de ser pagos pelo município, gerando uma grande economia para os cofres públicos”, disse o prefeito Rosenvaldo da Silva Júnior.

 

Ainda de acordo com o Prefeito de Imbituba, todas as obras listadas na reportagem necessitam de um grande aporte financeiro. Por isso, a importância do FINISA. Mesmo que o município esteja em boa situação financeira, não teria condições de executar as obras, esperadas há décadas, nos próximos dois anos.

 

Vale ressaltar que, desde 2017, o município aplicou mais de R$ 11 milhões em obras estruturantes (drenagem, pavimentação e construção). Desse total, R$ 4.642.638,51 foram investidos com recursos próprios:

 

Rua Antônio Manoel Feliciano – Portinho da Vila – R$ 456.467,55. (Avançar Cidades).

Rua Aurino Alves – Sambaqui – R$ 2.056.683,84 (Avançar Cidades).

Rua Bento Soares – Campo da Aviação – R$ 255.939,97 (Avançar Cidades).

Rua Pedro de Carvalho – Campo da Aviação – R$ 159.778,37(Avançar Cidades).

Avenida Nicolau Rosa Matos – Centro – R$ 697.422,07 (Avançar Cidades).

Rua Santana – Vila Nova – R$ 576.309,59 (Avançar Cidades).

Rua Sólon Alves – Guaiuba – R$ 749.218,75 (Avançar Cidades).

Rua Ernani Cotrin, R$ 2 milhões (Recursos Próprios). 

Mirante – Guaiuba – R$ 295.487,51 (Recursos Próprios).

Ponte de Ibiraquera – R$ 1,3 milhão (Recursos Próprios).

Rua Manoel Inácio – Vila Nova – R$ 209.967,00 (Recursos Próprios).

Rua Venina Barreto – Divineia – R$ 462.104,00 (Recursos Próprios).

Rua Laura Barreto – Paes Leme – R$ 375.080,00 (Recursos Próprios).

Avenida Porto Novo – Praia do Rosa – R$ 1,3 milhão (Federal).

Rua José Ramos Leite – Vila Esperança – R$ 268.916,00.

Rua Antônio Manoel de Oliveira – Vila Nova – R$ 240.832,00 (Federal).

Rua Manoel Pereira Sobrinho - Vila Nova – R$ 284.199,38 (Federal).


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar